Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardim das Delícias



Sábado, 15.07.17

Um texto de Teresa Pizarro Beleza a propósito das lágrimas da Ministra

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Teresa Pizarro Beleza

frederic leighton, antígona, 1882a.jpg

(Frederic Leight, Antígona, 1882)

 

 

   Há pouco mais de trinta anos, em 1985 se não estou em erro, na viagem à União Europeia - então CEE - para a qual a Comissão convidou 25 Portuguesas e 50 Espanholas, para nos mostrarem a Civilização - umas madames francesas explicaram-nos que o problema das Mulheres na Política era a emoção.

Eu retorqui que, com licença das presentes (eram Advogadas e nos cartões todas usavam «Avocat», não «Avocate», o que se começou a tornar comum algum tempo depois) o problema era que as reuniões partidárias eram em geral bastante «emmerdantes» e as Mulheres tinham mais que fazer.

Esta cena passou-se em Paris. Antes, em Marselha, e depois, em Bruxelas, tivemos de explicar pacientemente que sim, éramos - somos - um País antigo e sim, falávamos Francês e outras línguas.

E sim, tínhamos lido uns livros, frequentado umas Universidades, etc.
(respondiam frequentemente com as suas 'bonnes' e 'concierges' todas óptimas, etc)

Comigo estavam: Maria Isabel Barreno, Teresa Ricou, Helena Roseta, Margarida Carpinteiro, creio que a actual Secretária de Estado Margarida Marques e mais variadas 'Colegas' - tenho de recapitular a lista e recuperar um relato da viagem que publiquei numa revista 'Forum', creio, em espanhol, a pedido de um Senhor da Comissão (?). No Centro Jean Monnet em Lx deve existir mas esqueço-me sempre de lá ir e não sei que fiz ao meu exemplar, sumido há anos no meio dos meus mil papeis.

Pelas reacções patéticas e patetas que tenho visto às lágrimas de Constança Urbano de Sousa, de quem tenho a honra de ser amiga e colega, parece que afinal nada mudou, ou quase, no plano dos preconceitos e 'manias'.

O que é, no mínimo, descoroçoante.

Bem sei que trinta anos em mais de dois mil de juristas, teólogos & al a explicar a nossa «imbecillitas sexus» não é grande coisa, mas como pensar e agir sem referência ao horizonte das nossas pp Vidas?!?

Aqui vai a Antígona, pintada por Lord Leighton, para variar da Cassandra, minha antiga obsessão.
(Não me lembro se Antígona chora quando enterra o irmão, mas é coisa p'ra isso)»

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 14:53



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Anónimo

    ...Realmente um "Jardim das delícias" a ser explor...

  • Augusta Clara

    Quem é este anónimo?

  • Anónimo

    estás como o vinho do Porto

  • Anónimo

    O anónimo sou eu, adão cruz

  • Anónimo

    Neste momento, o barquito, todo cheio de buracos e...


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos