Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardim das Delícias



Quinta-feira, 10.11.16

Eis o que me disseram - Egito Gonçalves

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Egito Gonçalves  Eis o que me disseram 

000016a.jpg

 

(Adão Cruz)

 

Os campos dão pedras, as vinhas estiolam,
as aldeias dão párias emigrando em porões.

Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje;
não deixes para amanhã o quebrar do silêncio,
meter a foice no trigo sazonado,
carregar no botão, soltar a tempestade.

Quebra a solidão com o sol matinal
que aponta a claridade sobre as frondes.

As cidades dão fumo, queimam a amizade,
esmagam a consciência, distribuem o crepúsculo.

Um pequeno descuido, nova fuga de tempo,
o espelho transforma-te em velhice - perderás a vida,
pálido, encolhido, no fundo das caves.

É mais tarde do que pensas!
É difícil agora deste fruto ácido
conseguir raízes, flores e perfume.

Não deixes para amanhã o grito necessário,
o enforcamento sumário do agente opressor,
o tributo para a máquina de alargar horizontes...

Eis o que me disseram!

(Egito Gonçalves, in "O Pêndulo Afectivo - Antologia Poética")

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 14:00




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Augusta Clara

    Quem é este anónimo?

  • Anónimo

    estás como o vinho do Porto

  • Anónimo

    O anónimo sou eu, adão cruz

  • Anónimo

    Neste momento, o barquito, todo cheio de buracos e...

  • Anónimo

    Oi tudo bem, parabés pelo portal! Tenho uma fabri...


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos