Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardim das Delícias



Segunda-feira, 11.12.17

Lágrima de chuva - Adão Cruz

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz  Lágrima de chuva

 

image003a.jpg

 

(Adão Cruz)

 

 

A chuva diz que vem mas não vem.

Como tu, a chuva mente.

Ofereceram-me o sol de Inverno nascido de um amor criança,

Inverno de pés frios no olhar tépido da tua ausência.

Mas eu não quis.

Neste dia pequenino e preguiçoso, preferi o eco da angústia e a carícia das árvores.

As árvores celebram o dia e acendem um fantasma de mulher presa a um guarda-chuva na alameda da ilusão.

Cai a noite, entardecem as pupilas, e a solidão dos sonhos abre a madrugada por entre os lábios quentes do desejo.

Um ramo seco preso aos pés alimenta o fogo da manhã vazia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 14:00




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos