Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jardim das Delícias



Sexta-feira, 23.02.18

Wassily Kandinsky, "Blue sky", 1940

a noite fez-se para amar 1a.jpg

 

Wassily Kandinsky

 

azul celeste, 1940a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 20:36

Sexta-feira, 23.02.18

Se eu percebo a guerra da Síria? Sim, percebo - Augusta Clara de Matos.

o balanço das folhas3a.jpg

 

Augusta Clara de Matos  Se eu percebo a guerra da Síria? Sim, percebo

 

eu6 (2).jpg

 

   Depois de terem invadido o Iraque, morto Sadam, destruído o país e deixá-lo mergulhado numa guerra civil;

Depois de terem chacinado Kadafi e deixado a Líbia esfacelada e nas mãos de gangs e grupos vários;

Passaram a outro país com a intenção de fazer o mesmo, mas aí não tem sido nada fácil nem com o apoio dos terroristas islâmicos do DAESH que se empenharam em equipar e armar. porque o poder sírio não esteve pelos ajustes.

Então, embrulhou-se tudo. Meteram-se mais os curdos pelo meio e não se vê como desembaraçar a meada.

Como a indústria das armas deve andar feliz com a ajuda dos amigos de sempre que, como piolho em costura, vão acicatando os ânimos, picando os guerreiros, divulgando falsas realidades!

Para os telejornais, contudo, não há nada mais simples nesta guerra do que a maldade de Assad, o presidente que mata as suas crianças e não quer entregar o poder aos EUA.

A grande parte da opinião pública mundial seria indiferente assistir a mais uma chacina e outro país do petróleo destruído perante o entorpecimento e acefalia provocados pelas reportagens televisivas com terríveis imagens como são sempre as de qualquer guerra.

Entretanto, no país dos homens com razão acha-se por bem distribuir armamento de guerra aos professores, armá-los contra os alunos.
Alguém meteu a bobine ao contrário!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 20:18

Quarta-feira, 21.02.18

Adão Cruz, 2018

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz

 

IMG_5845a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 16:00

Quarta-feira, 21.02.18

Maria Helena Vieira da Silva, Paris la nuit

a noite fez-se para amar 1a.jpg

 

Maria Helena Vieira da Silva

 

paris la nuit1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 02:09

Sexta-feira, 16.02.18

Adão Cruz, 2018

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz

 

IMG_5843a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 15:11

Sábado, 10.02.18

O meu gesto das coisas simples - Adão Cruz

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz  O meu gesto das coisas simples

image004a.jpg

 

(Adão Cruz)

 

Fui à caixa dos gestos e baralhei-os todos, cheio de raiva por não encontrar o meu gesto das coisas simples.

Há muitos anos que o perdi e nunca mais consegui encontrá-lo.

Esperemos mais um par de noites, pois os sonhos, às vezes, trazem-nos aquilo que julgamos perdido para sempre.

Os sonhos adormecem, muitas vezes, no regaço da realidade, e outras vezes a realidade esconde-se no meio dos sonhos.

Onde estará o meu gesto das coisas simples?

Ora bem, talvez o gesto das coisas simples ande por aí perdido nalgum sonho.

 

Foi numa noite de tempestade.

Um refulgente relâmpago estralejou lá fora e faíscas de luz incendiaram as frinchas da janela.

Um ribombante trovão abanou o quarto e o sonho foi-se.

Os sonhos não gostam de tempestades nem do abuso das realidades.

Acendi a luz e vi no tapete o meu gesto das coisas simples.

Peguei-lhe com toda a ternura e pareceu-me que ele queria aninhar-se entre os meus dedos.

Confesso, dei-lhe um beijinho.

 

Fui ao monte das recordações.

O meu gesto das coisas simples espremeu uma lágrima quando lhe mostrei as coisas esquecidas, abandonadas, desde os tempos em que nós os dois éramos apenas simples.

O entrosamento das palavras e das imagens das coisas simples teciam uma espécie de fábula que deliciava a nossa inocência.

Às curvas do tempo não é fácil reter as coisas simples, e, como o amor, as coisas simples vão perdendo os seus lugares nas curvas do tempo.

O meu gesto das coisas simples parecia tremer de desânimo e fadiga, confundindo ingénuos impulsos com efemérides de granito e rumores de árvores dos dias felizes.

O meu gesto das coisas simples estava com medo.

Mas a nossa grande afeição há-de ser a aliança renascida entre a poesia e o gesto das coisas simples.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 17:30

Segunda-feira, 05.02.18

Adão Cruz, 2018

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz

 

IMG_5834a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 16:03

Segunda-feira, 05.02.18

Adão Cruz, 2018

a noite fez-se para amar 1a.jpg

 

Adão Cruz

 

IMG_5838a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 02:24

Domingo, 04.02.18

Pablo Picasso, Portrait de Françoise au long cou, 1846

a noite fez-se para amar 1a.jpg

 

Pablo Picasso

 

portrait de françoise au long cou, 1946a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 02:03

Sexta-feira, 02.02.18

Jean-Michel Basquiat, 1982

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Jean-Michel Basquiat

 

jean-michel basquiat (1960-1988), intitled, 1981a.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 14:00

Pág. 1/2




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Comentários recentes

  • Anónimo

    A pérfida Albion, depois de ter sido a maior usurp...

  • Augusta Clara

    Por favor, assinem os comentários. Não há nada mai...

  • Anónimo

    quando o próximo livro?

  • Anónimo

    "há muito que não saía à rua..." e não via os movi...

  • Anónimo

    Um bom poema desanimado tem um destino, talvez pro...


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos