Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim das Delícias



Quinta-feira, 10.10.13

Outono - Ana Goês

 

Ana Goês  Outono

 

(Edvard Munch)

 

 

 

O bicho que eu sou

sinto-o mover-se em cada outono

à flor húmida

da terra molhada

e reciclada

dos sentidos de mim.

Nos poros me respiro

no sangue me menstruo

e os meus cabelos incham

de fumo e nevoeiro.

Quero sair para a bruma

abafada     enrolada

numa gola de peles

luminosos os lábios

escovados os cabelos

pintadas     magoadas

as pálpebras de azul.

Grávida está a minha pele

prenhes os sulcos que vão ser as rugas

dói-me a malha que movo entre as agulhas

ardem-me as veias entre a raiz dos dedos.

 

Nascida no outono

em cada outono me redôo

e me reparo.

 

(in Convida-me só para jantar, Edição da autora)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 19:00


1 comentário

De Beatriz Santos a 10.10.2013 às 22:29

Os quadros de Munch são lindos.

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Podem me fazer análise do poema? Yema etc

  • Anónimo

    LINDO!!!!

  • Anónimo

    Foi esquecimento a identificação do autor do texto...

  • Anónimo

    Uma beleza o texto, prosa poética com certeza. A E...

  • Augusta Clara

    Olha, Eva, não tinha visto a tua resposta e vim pr...


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Filmes

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos