Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim das Delícias



Quarta-feira, 06.11.19

Ao redor do vento - Adão Cruz

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz  Ao redor do vento

unnamed.jpg

 

(Adão Cruz)

 

Não me encontraste
mas eu sei que vieste ao meu encontro
porque pedalavas suavemente ao longo do rio
tão levemente
que os teus olhos mo diziam
e nem as gaivotas fugiam.
Outrora o sol nascia pachorrento
a esta hora em que me davas um beijo de alento
e eu corria rio fora em direcção ao vento.
Os veleiros rodavam em círculo
inchando as velas brancas e amarelas
e também azuis como o poema.
Eu sei que vieste ao meu encontro
mas não me viste
porque o sol de hoje nasce de forma alheia
e os veleiros já não dançam
porque deles é o vento e de ti também.
Eu sei que vieste ao meu encontro
e tudo em redor mo leva a crer
mas os teus olhos perderam-me
porque são de vento as horas de me ver.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 16:37


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bravo, meu caro Adão!Comungo dessas palavras tão s...

  • Anónimo

    Obrigada. Beijinhos

  • Sandra

    Adorei ler! Que reflexão tão verdadeira! Gostei im...

  • Anónimo

    Comovente primeiro. Depois, limpas as névoas dos o...

  • A 3ª face

    Soberbo!Adorei


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Filmes

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos