Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim das Delícias



Quinta-feira, 29.05.14

Dizem que a paixão o conheceu - Al Berto

 

Al Berto  Dizem que a paixão o conheceu

 

(Mário Botas)

 

dizem que a paixão o conheceu

mas hoje vive escondido nuns óculos escuros

senta-se no estremecer da noite enumera

o que lhe sobejou do adolescente rosto

turvo pela ligeira náusea da velhice  

 

conhece a solidão de quem permanece acordado

quase sempre estendido ao lado do sono

pressente o suave esvoaçar da idade

ergue-se para o espelho

que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

 

dizem que vive na transparência do sonho

à beira-mar envelheceu vagarosamente

sem que nenhuma ternura nenhuma alegria

nenhum ofício cantante

o tenha convencido a permanecer entre os vivos

 

(in Medo, Assírio & Alvim)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 14:00


2 comentários

De Beatriz Santos a 29.05.2014 às 16:44

Espero que não exista ninguém assim no contínupo de si; que aos bocadinhos todos somos o ele do poema.

De Augusta Clara a 29.05.2014 às 16:57

E este quadro do Mário Botas, tão bonito! Que pena ter morrido cedo. Gostava tanto de ter um.

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Augusta Clara

    Anónimo, quem és tu? (lembrei-me do "Frei Luís de ...

  • Anónimo

    Texto excelente. Bem escrito, bem documentado e be...

  • Anónimo

    Texto de excelente e deliciosa "prosa poética"!...

  • Anónimo

    Bravo, plenamente de acordo!

  • Anónimo

    Eu agradeco-lhe a ideia de transcrever aqui este b...


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Filmes

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos