Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim das Delícias



Sábado, 02.01.16

O tição de Natal - Eva Cruz

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Eva Cruz  O tição de Natal 

007-2014a.jpg

 

(Adão Cruz)

 

Lá fora um céu de estrelas sem luar.
Cá dentro as luzinhas do presépio poisadas no musgo arrancado às pedras do tanque e da fonte.
E as luzes da árvore e as coroas de hera e azevinho com bolinhas e todo o verde salpicado do vermelho dos ciclamens, arrebitados com o frio da noite.
Fantasias de gerações.

Levanta-se o vento erguendo do chão as folhas mortas que ganham asas e bailam no ar as saudades da vida.

Na noite escura, tremulam mais ao longe ou mais ao perto as luzes brancas e coloridas nas varandas e janelas das casas da aldeia, ao sabor do gosto, do jeito e das posses de cada um.
Sinais do Natal que se vive lá dentro.
O que importa é luzir.
O que importa é vencer a escuridão.

Cestos de lenha bem seca não deixam a fogueira morrer.
E assim o frio foge para fora das gentes deixando que todos se enrosquem no calor da lareira.

Lambras e fragolas ardem nas achas e nas pinhas a cheirar a resina.
E ardem nas crianças a vida e a alegria em revoadas de risos, escada abaixo escada acima.
Caixas, laços e papéis de muitas cores fazem fila à volta da lareira, prontos para abrir a felicidade.
A ceia ao lume e o cheirinho no ar.

O tição, ateado pelo abanador solta um clarão.
Mais lambra e mais fragolas que se vão perdendo lentamente pela madrugada.
Mas fica toda a noite de atalaia.
De manhã, já carcomido, ainda deixa ver no meio das cinzas réstias do fulgor da noite.

Fecham-se os portões.
Da chaminé sai um leve fumo branco dizendo adeus a mais um Natal.
O tição …moribundo, a morrer de saudade.

Em novo Natal outro se há-de acender.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 15:50


1 comentário

De Anónimo a 05.02.2016 às 13:07

- Oh, como eu me lembro disto!
- E quem não tem saudades?

O meu abraço, o meu beijo, a minha comunhão com a Eva.
Alberto Bastos

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • lucindaduarte

    Muito interessante este texto do Raul Brandão. Que...

  • Augusta Clara

    Desculpe, mas isto é demasiado grande para ser o c...

  • frar

    ESTÃO REALMENTE INTERESSADOS EM PAZ?!?!?-1- CONDEN...

  • Maria Ramos

    A casa da Libaninha não seria a casa que o Zé Pire...

  • Anónimo

    Estou agora a estudar este poema e estou a a adora


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Filmes

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos