Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim das Delícias



Segunda-feira, 09.12.19

Os meus sonhos - Adão Cruz

ao cair da tarde 5b.jpg

 

Adão Cruz  Os meus sonhos

unnamed1.jpg

 

(Adão Cruz)

 

Repousa na almofada a minha cabeça cansada
de tanto amar os peixes verdes dos poemas
que há nos olhos dos meus sonhos.
Repousa na almofada a minha cabeça cansada
da luz dos corais incendiados
nos olhos verdes dos meus sonhos.
Repousa na almofada a minha cabeça cansada
do verde brilho do mar
que há nos olhos incendiados dos meus sonhos.
Repousa na almofada a minha cabeça cansada
do inquieto desalinho que a lua tece
entre as algas e os sedentos olhos dos meus sonhos.
O amor não tem limites
na utopia dos gestos simples
e das cores dos olhos d’água dos meus sonhos
mas eles acordam na última estrela da madrugada
que se esfuma com o erguer do sol.
E a beleza perde-se
entre o botão da primeira folha verde
e a saudade dos meus sonhos.
E a cabeça cansada de acordar repousa na areia
entre os lábios secos de uma noite de amor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Augusta Clara às 11:44


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Os 50-50 foi "brilhante"? Dahh! Os contribuintes q...

  • Augusta Clara

    Anónimo, quem és tu? (lembrei-me do "Frei Luís de ...

  • Anónimo

    Texto excelente. Bem escrito, bem documentado e be...

  • Anónimo

    Texto de excelente e deliciosa "prosa poética"!...

  • Anónimo

    Bravo, plenamente de acordo!


Links

Artes, Letras e Ciências

Culinária

Editoras

Filmes

Jornais e Revistas

Política e Sociedade

Revistas e suplementos literários e científicos